Manchetes do dia

Combater o fascismo é dever de toda pessoa decente do planeta


Por Borotba, Ucrânia

Declaração do Borotba (Luta), uma organização marxista revolucionária banida na Ucrânia desde 2014 aos trabalhadores do mundo:

Camaradas! Saibam disto: Na Ucrânia estamos lutando, inclusive contra seus inimigos. Contra aqueles que vieram das suas cidades natal. Contra os nazis da América e da Geórgia, contra a extrema-direita da Polônia e da Suécia. Contra aqueles treinados por instrutores espanhóis e lituanos.
Sabemos que o futuro de toda a humanidade está a ser decidido na Ucrânia hoje! E pedimos que não fiques em silêncio!


Abaixo a declaração do Borotba, na íntegra:

9 de maio marca o 77º aniversário da vitória sobre a Alemanha nazista.

Quase um século nos separa desses eventos, no entanto, agora vemos o impacto colossal que eles continuam a ter em toda a comunidade mundial.

A Segunda Guerra Mundial não surgiu do nada. Um emaranhado de contradições na política internacional levou a isso, que eles tentaram não desatar por meios diplomáticos, mas cortar com a ajuda da guerra.

As razões que dividiram o mundo em partidários das ideias do nazismo e antifascistas há mais de 80 anos ainda existem hoje. As corporações ocidentais e o capital financeiro, por muitos anos armados com Hitler, criaram um exército pronto para o combate para enviá-lo àqueles de quem se sentiam ameaçados: a União Soviética.

Agora vemos exatamente a mesma coisa: as transnacionais ocidentais e o capital financeiro nos últimos 8 anos criaram intensamente um exército de nazistas, defensores da superioridade da raça branca, para direcioná-la contra a Rússia. Mais de 120.000 combatentes bem motivados, estimulados pela propaganda de extrema direita, estavam reunidos nas fronteiras da LPR e da DPR, preparando-se para matar civis no Donbass e na Crimeia, assim como seus antecessores, em 1941.

No entanto, isso não foi permitido.

Hoje, falando sobre o processo de desnazificação, é importante entender as causas que levaram à guerra mundial há 80 anos e que ainda existem no mundo.

É importante perceber que na Ucrânia não é a Rússia que está lutando contra a Ucrânia, mas duas correntes políticas estão lutando: nazista e antifascista. É por isso que milhares de militantes de extrema direita de todo o planeta em runas e kolovrats invadiram a Ucrânia. É por isso que vemos listras com uma foice e um martelo nos soldados das forças especiais russas e bandeiras vermelhas da Vitória nos tanques.

Queremos apelar aos nossos irmãos e irmãs de outros países do mundo:

Camaradas! Saiba disto: Na Ucrânia estamos lutando, inclusive contra seus inimigos. Contra aqueles que vieram das suas cidades natal. Contra os nazis da América e da Geórgia, contra a extrema-direita da Polônia e da Suécia. Contra aqueles treinados por instrutores espanhóis e lituanos.

Sabemos que o futuro de toda a humanidade está a ser decidido na Ucrânia hoje!

E pedimos que não fiques em silêncio!

9 de maio - Dia da vitória sobre o fascismo! Neste dia, convidamos todos a irem às praças de suas cidades para homenagear os antifascistas da Espanha que morreram nas batalhas contra Franco, os guerrilheiros italianos que lutaram contra Mussolini! Combatentes gregos do ELAS, antifascistas do Exército Popular de Libertação da Iugoslávia! Aos prisioneiros dos campos de concentração e aos participantes da revolta no gueto de Varsóvia!

Apelamos a realização de manifestações em memória daqueles que não desistiram! Em memória de Ernst Thalmann, Aris Velouchiotis, Bruno Buozzi, Jean Moulin e milhões de outros que morreram nas mãos do nazismo!

Hoje, como há 80 anos, o mundo está dividido em duas metades: partidários do nazismo e seus oponentes. Sabemos que você está do lado certo!

Mostre a todos em 8 ou 9 de maio de 2022, indo até a praça principal de sua cidade com bandeiras vermelhas e fitas de São Jorge erguidas!

Venceremos!



Nenhum comentário